fbpx

Quando um profissional está buscando uma oportunidade no mercado de trabalho, não há nada mais frustrante que distribuir currículos e não ser chamado para a entrevista de emprego.

Porém, se isto está acontecendo com você, é preciso verificar exatamente o motivo, pois algo certamente está errado e desta forma, será necessário abordar outras estratégias no intuito de ser convidado para uma entrevista de emprego.

Acompanhe a seguir, alguns erros que os candidatos cometem e faz com que não sejam chamados para entrevistas:

 

Erros cometidos pelos candidatos

 

Não buscam informações sobre a empresa

Para poder se candidatar a uma vaga de emprego, é necessário conhecer a empresa, o que pode ser feito facilmente por meio da internet.

O grande problema é que muitos vão distribuindo currículos, sem saber se o seu perfil se enquadra a vaga ofertada e com isso, acabam sendo prejudicados, pois perdem tempo.

 

Falta de foco na oportunidade no objetivo profissional

Entre os obstáculos existentes em alguns candidatos é a falta de foco. Antes de estruturar um currículo é necessário saber exatamente em qual área de sua formação houve mais identificação. Por exemplo, uma pessoa formada em Direito, pode não querer ser advogado atuante em fórum, mas somente redigir as peças, assim como também coordenar o setor jurídico de uma empresa, entre outras.

Portanto, é essencial, analisar exatamente qual área da formação obtida que mais se identifica, pois se candidatar a uma vaga que não tem prazer, é o mesmo que dar um tiro no pé.

 

Erros na elaboração do currículo

Um dos motivos para que os recrutadores dispense o candidato de imediato é quando encontram muitos erros no currículo. Desta forma, é preciso antes de enviar pela internet ou entregar pessoalmente o documento, fazer uma nova revisão, pois mesmo sendo um erro bobo de digitação, pode fazer com você seja eliminado, quando o RH fizer a pesquisa por palavras-chave no banco de currículo.

Muitos especialistas também apontam a existência de adjetivos soltos no currículo, isso não deve ser colocado no documento, já que a existência efetiva ou não destes, serão avaliados em uma entrevista.

Além disso, para ficar mais coerente e apresentável, o candidato deve fazer uma linha cronológica do percurso realizado, ou seja, pessoal e acadêmica. Após isso, faça uma redação que possa ser apresentada para diversos tipos de empresas e à medida que for se candidatar, faça as adaptações, caso, sejam necessárias.

 

Falta de paciência

Outro grande problema é a falta de paciência do candidato. Muitas empresas não costumam dar respostas rapidamente, porém há candidatos que devido a ansiedade, acabam cometendo um erro, que pode ser fatal, entrar em contato com a empresa para saber o resultado do currículo deixado.

O ideal é deixar o currículo na empresa e no mesmo instante, questionar sobre o prazo para a resposta do mesmo ou até mesmo, quando iniciará o processo seletivo, pois assim, se ultrapassar o prazo informado pela pessoa que o atendeu, saberá imediatamente que não foi selecionado e com isso, é partir para entrega de novos currículos.

Agora, ao deixar um currículo e o mesmo for escolhido para participar do processo seletivo, é preciso ficar muito atento aos prazos determinados. Infelizmente, há muitos candidatos que após ser selecionado para o processo, acabam perdendo os prazos e com isso, a vaga.

Deste modo, é primordial a organização. Anote todos os prazos do processo seletivo, dias e horários. Sempre chegue com antecedência, pois justamente nas datas mais importantes, costumam acontecer imprevistos e portanto, você deve estar preparado.

 

Fique atento e avalie se você não tem cometido alguns desses erros, pois antes da entrevista é necessário saber se apresentar corretamente para que os recrutadores te vejam com um profissional com potencial para preencher a vaga.

 

Quer se destacar e ser chamado para mais entrevistas de emprego? Conheça a nossa consultoria personalizada para carreira. Clique aqui!

Deixe uma resposta